sexta-feira, outubro 26, 2012

Resenha do filme A Entidade

Ganhei 2 ingressos para assistir o filme A Entidade (no original Sinister), um thriller (suspense/terror) que conta a história de Ellison, um escritor que já teve seus dias de best-seller mas que está em decadência.
Seus livros retratam histórias de crimes reais que não possuem um desfecho e, com seus livros, Ellison encerra o caso, decifrando o quebra cabeça e encontrando o culpado.
Após o seu último livro fracassado, ele resolve se mudar com a sua família para a Pensilvânia atrás de uma nova história. Eles se instalam na casa onde aconteceu o assassinato de uma família, exceto pela filha mais nova do casal.
Só que, chegando a casa nova, ele descobre, no sótão, uma caixa com um projetor e filmes em 8mm.
Quando Ellison resolve assisti-los, percebe que todos os filmes tratam do mesmo assunto: assassinatos violentos de famílias inteiras, exceto pelo membro mais novo, que sempre desaparecia e nunca mais era encontrado.
Ellison passa a investigar e começa também a perceber que coisas estranhas vão acontecendo em sua casa: ruídos, sombras, noites de terror...
Ele continua a investigar e, após consultar um policial e um famoso professor conhecedor de ocultimo, ele passa a temer por sua própria família.

Veja o trailler:


Minha opinião: O filme tem um desenrolar muito interessante, garante até alguns bons sustos, um enredo bem amarrado, que prende a sua atenção. Para mim, o filme peca ao não explorar mais o ocultismo, a marca macabra presente em todas as filmagens e também por não aprofundar mais a relação entre o policial e o escritor e entre o escritor e o professor da universidade que é especialista em crimes bizarros.
Se você prestar bem atenção, a história é muito próxima a do filme O Chamado. Digamos que só a mídia utilizada para passar a mensagem "desevoluiu" (em "O Chamado" eram fitas VHS e em "A Entidade" são filmes 8mm). Diria que o final de "O Chamado" é mais interessante, ou seja, "A Entidade" te empolga bastante no começo e até no meio, mas, no final você tem aquela sensação de sair um pouco decepcionado do cinema, sentindo que faltou um elo de ligação melhor entre as descobertas do escritor e o mistério que envolvia a morte das famílias. Talvez o filme corra demais com o final da história e nos dê essa impressão...

De 1 a 5? Daria um 2,5!

Veja também outras resenhas:
Não tenha medo do escuro
- A árvore da Vida
- Cilada.com
- Presságio
- O Gringo mais querido do Brasil

Beijos.

6 comentários:

  1. Muito fodaa !! De 0 a 10 , eu deria nota 8,5

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, você gostou mesmo, hein!? :-)

      Abraços!

      Excluir
    2. É legal, mas da mtooo medo..

      Excluir
    3. Você achou? Eu adoro filmes de suspense/terror e não achei que ele deu tantoooo medo assim mas, talvez, eu já esteja meio calejada.. hahaha!

      Beijos!

      Excluir
  2. Dá medo de mais meu Deus nunca mais assisto,depois que assisti nunca mais assisto filme de terror/suspense... :o

    ResponderExcluir
  3. Filme exelente,Mt boom!!! Abraços

    ResponderExcluir

Olá! Sinta-se à vontade para comentar!