segunda-feira, maio 07, 2012

Asas e nuvens de algodão

E ela queria ter asas, asas assim bem grandes para que pudesse chegar até as nuvens que, daqui da Terra, na sua imaginação de menina, pareciam ser amontoados de algodão branquinho e macio.
Ficava horas olhando o céu e, imaginando-se com suas asas grandes, chegava a correr para pegar impulso, começava a tirar os pezinhos do chão e em sua mente pueril podia ver mais de perto as tais nuvens de algodão.


Certo dia desistiu da ideia...


Viu que sua casa era pequena demais pra asas tão grandes...

Abraços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Sinta-se à vontade para comentar!