segunda-feira, maio 23, 2011

A pergunta mais desafiadora dos últimos tempos

Eis aqui a pergunta mais desafiadora que ouvi nos últimos tempos...

O rei do Futebol é negro...
Rei do futebol é negro


O político mais poderoso do mundo é negro...

Presidente Negro dos Estados Unidos - Obama


E o líder da oposição (Partido Republicano) também é negro.

Lider do partido republicano



A mulher mais rica e influente na mídia é negra.


Apresentadora negra



O melhor jogador de golfe de todos os tempos é negro.


Jogador de golfe negro



As melhores jogadoras de tênis do mundo também são negras.


Tenistas negras



O ator mais popular do mundo é negro.
Ator mais famoso do mundo é negro



O piloto de corrida mais veloz do mundo é negro.


Lewis - piloto mais veloz do mundo é negro



O mais inteligente astrofísico na face da terra é negro.
Astrofísico mais importante do mundo é negro



O mais próspero cirurgião cerebral do mundo é negro.


Cirurgião mais famoso do mundo é negro


O homem mais rápido do mundo é negro.


Homem mais rápido do mundo é negro



.... POR QUE SÓ NO BRASIL OS NEGROS PRECISAM DE COTAS???


Na boa, eu teria muita vergonha de aceitar esse tipo de cota. Ela não melhora em nada o preconceito contra os negros. Muito pelo contário... Pensa em dois alunos disputando uma vaga num vestibular bem disputado, digamos, Medicina. Um deles tira uma nota maior e não passa porque o outro aluno que tirou uma nota menor foi beneficiado por uma Lei de Cotas. Isso me soa extremamente injusto... Mas essa é a cabeça dos políticos do Brasil, né? Bem, eu ainda tenho fé de que as coisas vão melhorar... E o melhor de tudo, é que eu recebi esse email de um amigo negro...


Veja também:
- Sem preconceito;
- O kit do brasileiro;
- A casa dos políticos;
- Você sabem quem é Marc Faber?


Beijos.

5 comentários:

  1. Ruys, o assunto é polêmico, mas colocando uma minoria bem sucedida não podemos espelhar uma população inteira, citar meia dúzia de pessoas e refletir os resultados em bilhões é algo extremamente generalista, reflexão de quem perde tempo montando slide de power point para fazer corrente de e-mail. Acredito que a questão das cotas refletem a minoria de negros que vemos em instituições públicas, isso é um fato, e é uma dívida histórica do país igualar essa população afro nas universidades já que fomos um dos últimos países a abolir a escravidão, considerando ainda que o ensino público é fraco e não prepara seus alunos para o vestibular, citando ainda que as cotas não são exclusivas para negros a muito tempo. Entendo o seu ponto de vista, mas o argumento foi fraco.

    Beijo,

    Alessandro T. Luz.

    ResponderExcluir
  2. É, Alessandro, eu sei que eles são uma minoria que conseguiu se dar bem na vida... Mas são exemplos no que fazem. E isso é completamente indiferente deles serem negros, brancos, amarelos ou vermelhos.
    Eu ainda acho que esse lance das cotas é tentar tapar o sol com a peneira... É tentar dar uma resposta e tentar melhorar a situação de uma maioria que é despreparada. Nesse caso, por exemplo, das cotas nas universidades, é algo que foi criado para que os alunos, que não foram bem preparados no ensino fundamental e médio, consigam entrar na universidade. E aí é que está, em vez de melhorar o ensino na base, o governo facilita a entrada já no final dos seus estudos, quando você quer ingressar na faculdade...

    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Por certo ponto, a implantação de cotas para negros, pensando por um lado preconceituoso reflete em considerar que essas vagas direcionadas à população negra da a intender que os negros não são pessoas capazes de ingressar em instituições públicas por não terem capacidade intelectual de disputarem com pessoas de outras raças e conseguirem boas notas nos vestibulares. Isso faz com que as chances diminuam, colocando negros(as) contra negro(as) disputando 1,2 ou 3 vagas. A postagem acima mostra exemplos de negros que alcançaram o auge no que fazem. Podemos perceber que não são poucos os negros capazes, mesmo sendo uma população menor. É esse tipo de preconceito imposto que faz com que os negros acreditem em si mesmos e se dediquem mais no que fazem, para mostrar que mesmo sendo minoria, a cor não é mais importante que o brilho dos olhos. Esses exemplos nos mostram o quanto os negros são capazes de alcançar seus objetivos quando se dedicam no que fazem.

    Abraços

    Emerson Oliveira
    Negro
    Estudante de Arquitetura e Urbanismo.

    ResponderExcluir
  4. No meu ponto de vista,a maior descriminação que pode ser feita a raça negra é esse sistema de cotas,porque está dizendo aos outros concorrentes (no caso do vestibular) que do seu lado está um imcapaz,uma pessoa despreparada que necessita de misérias do governo pra ser alguem na vida.....eu sou totalmente contra isso,pois acredito que mesmo que a escola pública seja deficiente,eu tenho que estar preso aquela realidade sem pensamento de melhora,ficar retido apenas aquela colégio que eu sei que 'não presta' e não vou fazer nada pra mudar isso,acho que se no lugar de humilhar os negros atravez das cotas,deveria intensificar a caça a racistas,e cuidar em melhorar a situação do Brasil no caso da Educação.para que mais pessoas (não só negros) tenham formação boa,porque a única salvação do Brasil é a educação.

    ResponderExcluir
  5. O racismo não é ilusório, ele é real e está presente todos os dias da vida de um negro. Eu não sei qual foi sua história de vida, mas a maioria dos negros, descendentes que são dos escravos que foram lançados a sua própria sorte quando libertos há 120 anos, analfabetos, sem ter para onde ir nem do que sobreviver, esta grande maioria não tem esperança de melhora. Eu tive oportunidade de estudar, minha mãe teve este discernimento. Mas muitos negros não têm, porque lhes foi tomada toda a sua dignidade, eles não se reconhecem como pessoas capazes. A elite branca quer exatamente isto que vocês estão fazendo. Leia este texto que vou lhes indicar: http://www.webartigos.com/articles/31289/1/A-REPRESENTACAO-DO-NEGRO-EM-O-MENINO-MARROM-DE-ZIRALDO/pagina1.html

    Leia e se esclareçam. As cotas são necessárias para que haja um nivelamento entre negros e brancos. O negro não é inferior ao branco, mas se encontra em condições inferiores. Porque viveu 300 anos na escravidão e pela cor de sua pele continuam a lhes ser infringidas as torturas do racismo.
    É necessária a presença do negro. Nossas crianças precisam ver médicos negros, juízes negros, universitários negros, repórteres negros, negros em posições de destaque. E isto é urgente, não podemos esperar mais 20, 30 anos, já esperamos tempo demais. É tempo de se redimir, é tempo de repartir e nos dar o nosso quinhão. Parem de puxar a sardinha pro lado de vocês e sejam um pouco justos. Na hora de se aproveitar e escravizar foi maravilhoso não é, mas agora que vão ter que dividir algumas cadeirinhas nas faculdades e no serviço público com a gente não acham nem um pouco legal. Eu sou funcionária pública, estudei pra caramba pra entrar lá e não tinha dinheiro para fazer cursinho não, agora, eu garanto a vocês, se eu conseguir uma vaga numa faculdade pública para mim ou para minha filha através das cotas, não me sentirei nem um pouquinho incapaz ou humilhada por isso, é um direito nosso, seus cara de pau. O Brasil se aproveitou da nossa mão de obra, agora chegou a hora de pagar. Eu quero sim cadeiras reservadas para negros em faculdades públicas e no serviço público. E VIVA AS COTAS!!

    ResponderExcluir

Olá! Sinta-se à vontade para comentar!