sábado, janeiro 02, 2010

O turco Kaleb

Severino pára o caminhão na frente da loja do turco Kaleb e fala para ele:
- Seu Kaleb, tem aqui um caminhão de arroz, sem nota. O preço é a metade do normal, o siô aceita?

- Claro que aceita, brimo.

E vira-se para o filho e diz:

- Said fica no esquina, se abarecer fiscal vem correndo pra visá Bábai.

Começam a descarga e, no meio do trabalho, aparece Said:

- Bábai... Fiscal vem vindo!

- Bára tudo e volta a carregar, grita Kaleb.
Chega o fiscal:
- Venda grande, não é seu Kaleb?

- Ôh, ôh, melhó venda de ano que Kaleb feis...

- E isso aí tem nota?

- Ainda num tem nota borquê Kaleb está esberando carregar bra ver quanto mercadoria cabe na caminhón...
Daí, Kaleb tira nota.

- Não pode, Seu Kaleb, a nota fiscal tem de ser emitida antes de carregar.

- Ah!... nom bode??? ...antão bára tudo, que Kaleb non qué broblema com receita!... volta descarregar tudo caminhón e guardar lá dentro do loja!

KhaledKhaled não, não! Rá! O dessa história é o Kaleb! ;-)

Turcos são sempre tãooo espertos quando se trata de dinheiro, né?!

Vejam também:
- O advogado judeu;
- Vantagens de ser pobre;
- Você sabe fazer análise de ROI?
- Simpatia para ganhar dinheiro;
- Pagando bem, que mal tem?
- Ganhador da Mega Sena em Belo Horizonte.

Beijos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Sinta-se à vontade para comentar!