segunda-feira, abril 06, 2009

Poesia sexy de Drummond

"Satânico é meu pensamento a teu respeito, e ardente é o meu desejo de apertar-te em minha mão, numa sede de vingança incontestável pelo que me fizeste ontem. A noite era quente e calma e eu estava em minha cama, quando, sorrateiramente, te aproximaste. Encostaste o teu corpo sem roupa no meu corpo nu, sem o mínimo pudor! Percebendo minha aparente indiferença, aconchegaste-te a mim e mordeste-me sem escrúpulos. Até nos mais íntimos lugares. Eu adormeci. Hoje quando acordei, procurei-te numa ânsia ardente, mas em vão. Deixaste em meu corpo e no lençol provas irrefutáveis do que entre nós ocorreu durante a noite. Esta noite recolho-me mais cedo, para na mesma cama te esperar. Quando chegares, quero te agarrar com avidez e força. Quero te apertar com todas as forças de minhas mãos. Só descansarei quando vir sair o sangue quente do seu corpo. Só assim, livrar-me-ei de ti, pernilongo Filho da P¨$@! "
Carlos Drummond de Andrade

Diz que ele não era um gênio? Diz...

E o melhor de tudo, ele ainda faz psicanálise grátis em Copacabana.

Falando em gênios, veja:
Martin Luther King;
Shakespeare - O tempo não volta atrás;
Flor de Lis, do Djavan;
A crise, por Einstein.

Falando em pernilongo, mosquitos, lembrei do dengue. E também de um repelente de mosquito em adeviso, muito fofo, da Hello Kittty. Além de um poesia erótica muito sensual. Hehe!

Beijos.

3 comentários:

  1. Isso é um poema mesmo dele? Está em que livro? se puder me passar o título: thiago38@hotmail.com

    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito desse poema!!!!
    Achei estranha a forma como foi apresentado aki no blog, parece texto dissertativo. Em qual edição encontro esse poema?
    Se puder me enviar, agradeço!
    diegocherrj@yahoo.com.br

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Bahhh povo burro, isso não é do Drummond... Nem se parece com os textos dele :S

    ResponderExcluir

Olá! Sinta-se à vontade para comentar!